Yung Lean

Yung Lean

Jonatan Aron Leandoer Håstad, conhecido profissionalmente como Yung Lean, nasceu em 18 de julho de 1996 em Estocolmo, Suécia. Filho de Kristoffer Leandoer, um poeta, autor de literatura fantástica e tradutor de literatura francesa, e Elsa Håstad, uma ex-ativista de direitos humanos, ele cresceu em um ambiente culturalmente rico. Desde 2019, sua mãe serve como embaixadora da Suécia na Albânia.

Ele passou parte da sua infância em Minsk, Bielorrússia, mudando-se de volta para a Suécia entre os três e cinco anos de idade. Criado no distrito de Södermalm, em Estocolmo, Håstad frequentou a UNIS Hanoi do 6º ao 10º ano. Durante a escola, era conhecido por se meter em problemas por fazer drogas e grafitar. Trabalhou no McDonald’s local e, aos 15 anos, foi colocado em liberdade condicional por fumar cannabis.

Influências Musicais e Início da Carreira

Håstad começou a desenvolver um interesse pelo hip-hop ainda jovem, com artistas como 50 Cent, The Latin Kings e Nas figurando entre suas primeiras influências. Ganhou proeminência em 2013 com a canção “Ginseng Strip 2002”, que viralizou no YouTube. Nesse mesmo ano, lançou sua primeira mixtape, “Unknown Death 2002”.

Ascensão e Reconhecimento

Em 2014, lançou seu álbum de estúdio de estreia, “Unknown Memory”. No ano seguinte, XXL o incluiu em sua lista de “15 Rappers Europeus que Você Deveria Conhecer”. Yung Lean foi rapidamente creditado como uma das figuras mais influentes do cloud rap, lançando sua segunda mixtape “Frost God” e seu segundo álbum de estúdio “Warlord” em 2016.

Trabalho Posterior e Outros Projetos

Yung Lean continuou a evoluir seu som, lançando o álbum “Stranger” em 2017 e a mixtape “Poison Ivy” em 2018. Ele também lançou álbuns como “Nectar”, “Blodhundar & Lullabies” e “Sugar World” sob o nome de Jonatan Leandoer96. Além da carreira no rap, Yung Lean é vocalista da banda de pós-punk Död Mark, que lançou seu álbum de estreia “Drabbad av Sjukdom” em 2016.

Vida Pessoal e Desafios

Em sua vida pessoal, Håstad tem várias atividades, como leitura, cerâmica, pintura, escrita e piano. Ele foi diagnosticado com transtorno bipolar em 2017. Durante a gravação de seu álbum “Warlord”, tornou-se viciado em Xanax, lean e cocaína, levando a uma overdose e subsequente hospitalização em 2015. Depois desse incidente traumático, ele voltou para a Suécia para viver com sua família.

Legado e Contribuições

Yung Lean não apenas foi pioneiro em vários subgêneros de rap, incluindo o emo rap e o SoundCloud rap, mas também foi reconhecido por sua inovação artística, recebendo a Medalha Bram Stoker de Realização Cultural pela Sociedade Filosófica da Trinity College, Dublin, em 2019.

Discografia Selecionada

  • Álbuns de Estúdio
    • Unknown Memory (2014)
    • Warlord (2016)
    • Stranger (2017)
    • Starz (2020)
  • Mixtapes
    • Unknown Death 2002 (2013)
    • Frost God (2016)
    • Poison Ivy (2018)
    • Stardust (2022)

Com uma carreira que desafia as convenções e um legado em constante evolução, Yung Lean continua a ser uma figura emblemática no cenário musical contemporâneo.