Vee Mampeezy

Vee Mampeezy

Odirile Ishmael Sento, mais conhecido pelo seu nome artístico Vee ou Vee Mampeezy, nasceu em 1983 na localidade de Hukuntsi, Botsuana. Foi casado com Kagiso Ruth Ludo Sento, com quem tem dois filhos. Infelizmente, o casal se divorciou em novembro de 2022.

Carreira Musical

Vee Mampeezy lançou o seu primeiro álbum em 2001, intitulado “Introloction”, sob a chancela do estúdio Black Money Makers, do qual ele é o CEO. Posteriormente, mudou-se para o selo Eric Ramco records, uma decisão que, aparentemente, gera alguma controvérsia.

Ao longo dos anos, Vee consolidou uma carreira sólida e diversificada, lançando álbuns como “Lamalanga” (2003), “Kasi Angels” (2004), “Ntja Mme” (2005), “Ditshipi Tsame” (2006), “Kasiology” (2007), “Stimela” (2008), “Everybady” (2009) e as três volumes de “Supernatural” (2013-2015).

Discografia Selecionada

Álbuns

  • Introloction (2001)
  • Lamalanga (2003)
  • Kasi Angels (2004)
  • Ntja Mme (2005)
  • Ditshipi Tsame (2006)
  • Kasiology (2007)
  • Stimela (2008)
  • Everybady (2009)
  • Supernatural Vol1 (2013)
  • Supernatural Vol2 (2014)
  • Supernatural Vol3 (2015)

Singles de Destaque

  • Taku Taku (2004)
  • Stimela (2008)
  • Zaza (2010)
  • Vee (2011-2012)
  • Crossroads (2012)
  • I Do (2016)
  • Champion (2017)
  • Dumalana (2019)
  • Dololo (2019)
  • Moya (2022)

Reconhecimentos e Prêmios

O talento e a dedicação de Vee Mampeezy foram reconhecidos em várias instâncias. Em 2017, ele ganhou o Metro FM Award e também foi agraciado com o One Africa Award pelo álbum “I Do”.

Legado e Atualidade

Além de ser uma figura pública em Botsuana e uma referência na música africana, Vee Mampeezy também se dedica a outros empreendimentos como o CEO de Lamalanga e Black Money Makers records.

Sem dúvida, a carreira musical e empresarial de Vee Mampeezy faz dele um dos artistas mais influentes de Botsuana e um ícone na indústria da música africana.

Com uma trajetória rica e multifacetada, Vee Mampeezy não mostra sinais de desaceleração, continuando a impactar o cenário musical e pessoalmente, mesmo após o revés pessoal de seu divórcio. A sua influência estende-se muito além da música, marcando também o mundo dos negócios e da cultura popular em Botsuana e no continente africano.