Sophie Charlotte é uma atriz brasileira que nasceu em Hamburgo, na Alemanha, em 29 de abril de 1989. Ela é filha de mãe alemã e pai brasileiro, e veio morar no Brasil aos sete anos de idade. Ela é formada em balé clássico, jazz e sapateado, e também estudou teatro no Tablado, uma famosa escola de teatro no Rio de Janeiro. Ela começou sua carreira na televisão em 2004, na novela Malhação, e desde então se destacou por seus papéis em novelas como Ti Ti Ti, Fina Estampa, O Rebu, Babilônia e Os Dias Eram Assim. Ela também fez vários filmes, como Serra Pelada, BR 716 e O Grande Circo Místico. Ela é casada com o ator Daniel de Oliveira, com quem tem um filho, Otto.

O início na Malhação e na Globo

Sophie Charlotte fez sua estreia na televisão em 2004, na novela Malhação, da TV Globo. Ela interpretou a personagem Angelina, uma das protagonistas da 15ª temporada da novela, que se passava em um colégio interno. Ela contracenou com Micael Borges, que vivia Gustavo, seu par romântico. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de atriz revelação no Prêmio Contigo! de TV.

Em 2006, Sophie Charlotte participou da novela Páginas da Vida, de Manoel Carlos, também na TV Globo. Ela interpretou a personagem Giselle, uma jovem rebelde e problemática, que sofria com a separação dos pais e com a bulimia. Ela contracenou com Thiago Rodrigues, que vivia Luciano, seu namorado. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Prêmio Arte Qualidade Brasil.

Em 2009, Sophie Charlotte integrou o elenco da novela Caras & Bocas, de Walcyr Carrasco, também na TV Globo. Ela interpretou a personagem Vanessa, uma moça assanhada e divertida, que trabalhava como modelo na agência de Bia Falcão, vivida por Fernanda Montenegro. Ela contracenou com Sérgio Marone, que vivia Vicente, seu namorado. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Prêmio Contigo! de TV.

As protagonistas e as vilãs

Em 2010, Sophie Charlotte conquistou sua primeira protagonista na TV Globo, na novela Ti Ti Ti, de Maria Adelaide Amaral. Ela interpretou a personagem Stéfany Oliveira, uma moça ambiciosa e dissimulada, que se casava com Armandinho, vivido por Alexandre Slaviero, um rapaz pobre e apaixonado, para depois tentar seduzir Jorgito, vivido por Rafael Cardoso, um rapaz rico e herdeiro de uma fábrica de roupas. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Prêmio Quem de Televisão.

Em 2011, Sophie Charlotte participou da novela Fina Estampa, de Aguinaldo Silva, na TV Globo. Ela interpretou a personagem Maria Amália, uma moça doce e romântica, que era filha de Griselda, vivida por Lília Cabral, uma mulher simples e batalhadora, que ganhava na loteria. Ela contracenou com Caio Castro, que vivia Rafael, seu namorado. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Prêmio Contigo! de TV.

Em 2014, Sophie Charlotte protagonizou a novela O Rebu, de George Moura e Sérgio Goldenberg, na TV Globo. Ela interpretou a personagem Duda, uma moça misteriosa e sedutora, que era suspeita de um assassinato ocorrido em uma festa. Ela contracenou com Daniel de Oliveira, que vivia Bruno, um empresário rico e charmoso, que se apaixonava por ela. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Prêmio Extra de TV.

Em 2015, Sophie Charlotte fez sua primeira vilã na TV Globo, na novela Babilônia, de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga. Ela interpretou a personagem Alice, uma moça ambiciosa e manipuladora, que se envolvia com Murilo, vivido por Bruno Gagliasso, um cafetão que a explorava. Ela contracenava com Adriana Esteves, que vivia Inês, sua mãe. A novela foi um fracasso de audiência e crítica, e foi encurtada pela emissora.

Sophie Charlotte

Os trabalhos no cinema e no teatro

Além da televisão, Sophie Charlotte também se destacou no cinema e no teatro. Ela participou de vários filmes, como Serra Pelada (2013), de Heitor Dhalia, em que interpretou Tereza, a esposa de Juliano, vivido por Juliano Cazarré, um dos garimpeiros que buscavam ouro na Amazônia; BR 716 (2016), de Domingos Oliveira, em que interpretou Maria Lúcia, uma moça rica e culta, que se envolvia com Felipe, vivido por Caio Blat, um jovem escritor que vivia em um apartamento no Rio de Janeiro nos anos 60; e O Grande Circo Místico (2018), de Cacá Diegues, em que interpretou Beatriz, uma bailarina francesa que se apaixonava por Fred, vivido por Raphael Viana, um trapezista brasileiro que fazia parte de um circo centenário.

Ela também fez várias peças de teatro, como Escola de Mulheres (2010), de Molière, em que interpretou Agnès, uma moça ingênua e inocente, que era cortejada por Horácio, vivido por Marcelo Serrado, um jovem galanteador; A Paixão de Cristo (2012), de José Pimentel, em que interpretou Maria Madalena, uma das seguidoras de Jesus, vivido por Eriberto Leão, o messias crucificado; e A Ver Estrelas (2014), de João Falcão, em que interpretou Ana, uma moça sonhadora e apaixonada, que se envolvia com João, vivido por Daniel de Oliveira, um rapaz aventureiro e idealista.

A vida pessoal e as curiosidades

Sophie Charlotte é casada com o ator Daniel de Oliveira desde 2015. Eles se conheceram nas gravações da novela O Rebu, e se apaixonaram. Eles têm um filho, Otto, que nasceu em 2016. Sophie também é madrasta dos dois filhos de Daniel, frutos de seu casamento anterior com a atriz Vanessa Giácomo: Raul, que nasceu em 2007, e Moisés, que nasceu em 2010.

Sophie Charlotte é formada em balé clássico, jazz e sapateado, e também estudou teatro no Tablado, uma famosa escola de teatro no Rio de Janeiro. Ela é vegetariana e pratica yoga e meditação. Ela gosta de viajar, ler, assistir a filmes e séries, e ouvir música.

CONHEÇA TAMBÉM:  Kátia Barbosa

Corrigir / Atualizar ou Adicionar Informações