Paola Oliveira é uma atriz brasileira que já brilhou em várias novelas, filmes e séries da TV Globo. Ela começou sua carreira como modelo e assistente de palco, e depois se destacou como atriz, interpretando personagens de diferentes estilos e personalidades. Ela também é conhecida por sua beleza, seu carisma e seu talento para a dança. Veja a seguir a biografia completa, detalhada e longa de Paola Oliveira:

O início no SBT e na Record

Paola Oliveira nasceu em São Paulo, em 14 de abril de 1982, com o nome de Caroline Paola Oliveira da Silva. Ela é filha de um policial militar aposentado e de uma ex-auxiliar de enfermagem, e tem descendência espanhola, italiana e portuguesa. Ela começou a trabalhar como modelo aos 16 anos, fazendo campanhas publicitárias e desfiles. Ela também estudou teatro na Oficina Mazzaropi e na Escola de Atores de Wolf Maya, e se formou em fisioterapia na Universidade Cruzeiro do Sul.

Sua primeira aparição na televisão foi em 1999, na novela Sítio do Picapau Amarelo, da Rede Globo, onde fez uma participação especial. Em seguida, ela foi contratada pelo SBT, onde trabalhou como assistente de palco de Celso Portiolli nos programas Passa ou Repassa e Curtindo uma Viagem. Ela ficou no SBT até 2004, quando foi convidada para fazer sua primeira novela como atriz, Metamorphoses, na Record. Na novela, ela interpretou a vilã Stella, uma jovem invejosa e mimada, que disputava o amor do protagonista Ricardo, vivido por Luciano Szafir. A novela foi um fracasso de audiência e crítica, e foi cancelada antes do previsto.

O sucesso na Globo e as protagonistas

Em 2005, Paola Oliveira foi contratada pela Rede Globo, onde fez sua estreia na novela Belíssima, de Sílvio de Abreu. Na novela, ela interpretou a personagem Giovana, uma moça assanhada e divertida, que trabalhava como modelo na agência de Bia Falcão, vivida por Fernanda Montenegro. A personagem fez sucesso com o público e a crítica, e rendeu à atriz o prêmio de atriz revelação no Prêmio Contigo! de TV.

Em 2006, Paola Oliveira conquistou sua primeira protagonista na Globo, na novela O Profeta, de Duca Rachid e Thelma Guedes. Na novela, ela interpretou a personagem Sônia, uma moça doce e romântica, que se apaixonava pelo personagem Marcos, vivido por Thiago Fragoso, um rapaz que tinha o dom de prever o futuro. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Troféu Imprensa.

Em 2008, Paola Oliveira fez parte do elenco da novela Ciranda de Pedra, de Alcides Nogueira. Na novela, ela interpretou a personagem Letícia, uma moça moderna e independente, que trabalhava como tenista profissional. Ela se envolvia com o personagem Rogério, vivido por Marcello Antony, um homem casado e infeliz, que se apaixonava por ela. A novela foi um fracasso de audiência e crítica, e foi encurtada pela Globo.

Em 2009, Paola Oliveira fez sua primeira vilã na Globo, na novela Cama de Gato, de Duca Rachid e Thelma Guedes. Na novela, ela interpretou a personagem Verônica, uma moça ambiciosa e dissimulada, que se casava com o personagem Gustavo, vivido por Marcos Palmeira, um empresário rico e bondoso, para depois tentar matá-lo e ficar com sua fortuna. A personagem foi uma das mais odiadas pelo público, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Prêmio Contigo! de TV.

Em 2010, Paola Oliveira foi chamada às pressas para substituir Ana Paula Arósio na novela Insensato Coração, de Gilberto Braga e Ricardo Linhares. Na novela, ela interpretou a personagem Marina, uma moça rica e sofisticada, que se apaixonava pelo personagem Pedro, vivido por Eriberto Leão, um piloto de avião que sofria um acidente e ficava paraplégico. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Prêmio Quem de Televisão.

Em 2012, Paola Oliveira acrescentou uma letra L ao seu nome artístico, passando a se chamar Paolla Oliveira, por sugestão de um numerólogo, que afirmou que a mudança lhe traria mais sorte e prestígio profissional. No mesmo ano, ela fez parte do elenco da novela Amor à Vida, de Walcyr Carrasco. Na novela, ela interpretou a personagem Paloma, uma médica dedicada e idealista, que se envolvia com o personagem Bruno, vivido por Malvino Salvador, um corretor de imóveis que criava sua filha biológica, sem que ela soubesse. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu à atriz o prêmio de melhor atriz no Melhores do Ano.

Os trabalhos na TV, no cinema e no teatro

Além das novelas, Paola Oliveira também fez outros trabalhos na TV, no cinema e no teatro. Ela participou de séries como A Diarista, Casos e Acasos, Eu Que Amo Tanto, Felizes para Sempre?, Além do Tempo, A Força do Querer, Assédio e A Dona do Pedaço. Ela também participou de programas como Dança dos Famosos, Como Manda o Figurino, Superbonita, Mestre do Sabor e The Masked Singer Brasil.

Ela também fez vários filmes, como Entre Lençóis, Budapeste, Uma Professora Muito Maluquinha, Trinta, Alguém Como Eu, Mulheres Alteradas, Crô em Família e A Divisão. Ela também fez peças de teatro, como Escola de Mulheres, A Paixão de Cristo, A Ver Estrelas, O Duelo e Em Nome do Jogo.

A vida pessoal e as curiosidades

Paola Oliveira é casada com o coach Douglas Maluf desde 2019. Antes, ela foi casada com o ator Joaquim Lopes de 2009 a 2015. Ela não tem filhos, mas tem dois cachorros, chamados Marley e Sabrina. Ela é formada em fisioterapia, mas nunca exerceu a profissão.

CONHEÇA TAMBÉM:  Daniel Rocha

Corrigir / Atualizar ou Adicionar Informações