Ntate Stunna

Ntate Stunna

Nascido Thaabe Letsie em 1996 no coração de Lesoto, o artista popularmente conhecido como MegaHertz ou Ntate Stunna emergiu como uma voz determinante no hip-hop em Sesotho. Com o seu som Genetic único — uma fusão híbrida de trap e famo —, Stunna criou uma identidade distinta para si mesmo no competitivo mundo da música.

Vida Precoce e Influências

Desde cedo, Stunna se apaixonou pelo hip-hop, um gênero que mais tarde serviria como a pedra angular de sua carreira. Seu estilo foi notavelmente influenciado por artistas internacionais como 50 Cent e Ice Prince da Nigéria. Em uma entrevista recente à SABC, ele reconheceu esses artistas como figuras cruciais que moldaram seu amor pelo gênero.

O Início da Jornada: De Khaya para Jozi

Stunna deu seu primeiro passo na indústria da música em 2014 com o lançamento de seu single de estreia “From Khaya to Jozi”, anunciando assim a sua chegada à crescente cena de rap de Lesoto. A faixa era uma narrativa autobiográfica que casava trap com famo, um estilo tradicional de Lesoto que apresenta acordeão, tambores de lata de óleo e ululação feminina.

Ascensão ao Estrelato

2019 marcou um momento decisivo para o artista. Uma promoção de seu álbum de estreia, “Sesotho Fashioneng”, catalisou sua jornada para a fama. O álbum contou com singles de sucesso como “Lotto”, “Nka E Koala” e “Ntoa”, tornando-o rapidamente um nome familiar na comunidade hip-hop de Lesoto. A carreira de Stunna alcançou novos patamares quando ele foi selecionado como um dos apresentadores do SA Hip Hop Awards de 2019.

Colaborações e Atuações

Ao longo dos anos, Stunna dividiu o palco com vários grandes nomes da cena musical sul-africana, incluindo DJ Tira, NaakMusiq, Major Leagues e Riky Rick. Ele atuou em vários eventos, como o Maseru Summer Fest e o Lesotho Colour Festival, solidificando ainda mais sua reputação como um intérprete dinâmico.

CONHEÇA TAMBÉM:  Nthabi Sings

Paleta Musical

A música de Stunna é caracterizada por sua habilidade única de mesclar influências contemporâneas com sons tradicionais como o famo. Essa síntese permite que ele cuspa versos em sua língua local, elevando assim o perfil de Lesoto e da língua Sesotho na comunidade global de hip-hop.

Aclamação Crítica e Marcos

Outros singles de sucesso de Stunna, como “I’m Not The One”, “Khotho” e “Khaya to Jozi”, receberam aclamação crítica e contribuíram significativamente para sua popularidade. Seu estilo único e talento artístico também trouxeram atenção internacional para a paisagem musical relativamente inexplorada de Lesoto.

Ao integrar de forma transparente as tradições musicais de sua terra natal com o hip-hop contemporâneo, Ntate Stunna não apenas se destaca como um dos principais artistas de Lesoto, mas também atua como um embaixador cultural de sua nação. Com uma carreira que continua a crescer, esse superstar nascido em Lesoto é, sem dúvida, uma força a ser reconhecida no cenário musical global.

Assim, a jornada de Ntate Stunna, um jovem rapaz de Lesoto que cresceu influenciado pelas batidas de 50 Cent e pelos ritmos de Ice Prince, se desenrola como um conto de paixão, talento e espírito indomável diante de todas as adversidades.