La Prohibida

La Prohibida

La Prohibida, nascida como Luis Herrero Cortés e posteriormente conhecida como Amapola López, nasceu em 21 de junho de 1971, em Chiclana de la Frontera, Cádiz, Espanha. Filha de mãe valenciana e pai do País Basco, La Prohibida deixou a casa dos pais aos dezesseis anos. Sua jornada a levou a várias cidades ao redor do mundo, incluindo Barcelona, Londres, Rio de Janeiro e Roma. Foi em 1996 que ela deu seus primeiros passos no mundo do entretenimento.

Carreira na Música

La Prohibida ganhou reconhecimento no cenário da música pop e eletrônica. Sua carreira discográfica teve início em 2001 com o álbum “Alto Standing”. Em 2005, ela lançou “Flash”, seguido por “Sr. Kubrick, ¿Qué haría usted?” em 2009. Sua trajetória musical continuou com o lançamento de “100k años de luz” em 2015 e “Ruido” em 2019. Conhecida por seu estilo único e voz cativante, La Prohibida conquistou uma base de fãs leais ao longo dos anos.

Filmografia e Televisão

Além de sua carreira na música, La Prohibida também marcou presença no cinema e na televisão. Em 2001, ela apareceu no curta-metragem “Manuela, El Cinto”, dirigido por R. Robles Rafatal. Posteriormente, ela atuou em “La Bastarda” como Maria Elisa Valverde em 2011 e em “Ana La Chica Bolera” como Fernanda Carrasco de 2012 a 2013. Em 2022, La Prohibida participou como jurada convidada no programa “Drag Race España”.

Influências e Estilo

La Prohibida é conhecida por seu estilo eletropop e por abraçar a expressão individual. Sua música frequentemente explora temas de identidade, autoaceitação e empoderamento. Como figura pública, ela se tornou um ícone na comunidade LGBTQ+, usando sua plataforma para promover a inclusão e a diversidade.

CONHEÇA TAMBÉM:  Amaia Zubiria

Legado e Continuidade

Ativa desde 1996 no mundo da música e do entretenimento, La Prohibida continua a ser uma influência significativa na cena musical espanhola e internacional. Com sua abordagem única para a música pop e eletrônica, ela deixou uma marca indelével no gênero e continua a inspirar novos artistas.