Kasaloo Kyanga

Kasaloo Kyanga

Kasaloo Kyanga nasceu em 20 de maio de 1957, na cidade de Kisangani, na República Democrática do Congo, junto com seu irmão gêmeo, Kyanga Songa. Um homem de família, Kasaloo Kyanga se casou com Jane Butinini, uma ex-estrela do netball e irmã de Duncan Butini, ex-membro da equipe de futebol Railways de Morogoro. Juntos, tiveram quatro filhos.

Trajetória Musical

Chegada e Ascensão

Kyanga chegou à Tanzânia vindo do então Zaire, hoje República Democrática do Congo, em 1980, trazendo sua habilidade singular como guitarrista e compositor. Com uma voz metálica distintiva, ele começou a trabalhar com a Orchestra Matimila Band, liderada por Remmy Ongala, onde se destacou com obras conhecidas como “Almasi”, “Bishada”, “Natoa Onyo” e “Usia”.

Colaborações e Sucesso

Durante sua carreira, Kyanga colaborou com o músico congolês Skassy Kasambula e também com outros artistas, com quem formou parcerias que enriqueceram a cena musical. Com Kasambula e Semhando, Kyanga compôs “Mwanaidi” e mais tarde juntou-se ao seu irmão Songa na Orchestra Marquis Original como vocalista.

Apogeu Artístico

Na Orchestra Marquis, os irmãos Kyanga e Songa ganharam popularidade com composições como “Karubandika”, “Sofia”, “Clara”, “Hasira Hasara” e “Ni Wewe Pekee”, que conquistaram reconhecimento global. Eventualmente, deixaram a Orchestra Marquis e se juntaram à Tancut Almasi Orchestra em Iringa. Lá, adicionaram ao seu repertório sucessos como “Masafa Marefu”, “Pili Wangu”, “Tutasele”, “Kiwele”, e a música “Jane Butinini”, em homenagem à esposa de Kyanga.

Estilos e Contribuições

Kyanga era conhecido por seu estilo único, misturando o Muziki wa dansi e Soukous, gêneros populares na África Oriental e Central. As composições de Kyanga, incluindo o sucesso “Masafa Marefu”, continuam a ser executadas por músicos até hoje, mantendo seu legado vivo.

CONHEÇA TAMBÉM:  Bouro Mpela

Falecimento

Kasaloo Kyanga faleceu em 9 de setembro de 2011, em Dar Es Salaam, Tanzânia, aos 54 anos, vítima de um derrame pleural. Sua morte foi confirmada pelo veterano músico King Kiki, deixando um vazio na música da África Oriental.