Juan Paiva é um ator brasileiro que começou sua carreira no teatro e no cinema, e que ganhou fama nacional ao participar de novelas e séries da TV Globo. Ele se destacou por seus papéis em Totalmente Demais, Malhação: Viva a Diferença, M8 – Quando a Morte Socorre a Vida e Um Lugar ao Sol. Ele também é conhecido por sua origem humilde, sua paternidade precoce e seu ativismo social.

O início no Vidigal e no Nós do Morro

Juan Paiva nasceu e foi criado no Vidigal, uma favela na zona sul do Rio de Janeiro. Ele é filho de uma empregada doméstica e de um pedreiro, e tem dois irmãos mais novos. Ele estudou em escolas públicas e sempre gostou de arte e cultura. Aos oito anos, ele ingressou no projeto Nós do Morro, que oferece oficinas de teatro, cinema, música e dança para crianças e jovens da comunidade. Lá, ele aprendeu a atuar, a cantar, a dançar e a tocar violão. Ele também participou de peças e filmes produzidos pelo grupo, como Os Dois Cavalheiros de Verona, 5x Favela – Agora por Nós Mesmos e Vendo ou Alugo.

O sucesso na TV e as novelas da Globo

Juan Paiva fez sua estreia na TV em 2015, na novela Totalmente Demais, da TV Globo. Ele interpretou o personagem Wesley, um jovem sonhador e apaixonado por esportes, que sofre um acidente e fica paraplégico. O papel foi um desafio para o ator, que teve que usar uma cadeira de rodas e fazer cenas emocionantes. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu a Juan o prêmio de ator revelação no Prêmio Contigo! de TV.

Em 2017, Juan Paiva protagonizou a 25ª temporada de Malhação, intitulada Viva a Diferença. Ele interpretou o personagem Anderson, um motoboy que se apaixona por Tina, uma garota rica e rebelde, vivida por Ana Hikari. O casal enfrenta o preconceito da família dela, que é de origem japonesa, e as dificuldades da vida na periferia. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e foi premiada no Emmy Kids Internacional.

CONHEÇA TAMBÉM:  Débora Ozório

Em 2021, Juan Paiva foi escalado para a novela Um Lugar ao Sol, da TV Globo. Ele interpreta o personagem Ravi, um rapaz pobre e honesto, que trabalha como entregador de comida. Ele se envolve com Lara, uma garota rica e mimada, vivida por Alinne Moraes, e com Renato, um homem misterioso, vivido por Cauã Reymond. A novela é um drama que aborda temas como desigualdade social, identidade e ambição.

Os trabalhos no cinema e os filmes premiados

Além da TV, Juan Paiva também se destacou no cinema, participando de vários filmes nacionais. Em 2019, ele protagonizou o filme M8 – Quando a Morte Socorre a Vida, dirigido por Jeferson De. Ele interpretou o personagem Maurício, um estudante de medicina negro, que enfrenta o racismo e a violência na universidade e na sociedade. O filme foi um sucesso de crítica e público, e rendeu a Juan o prêmio de melhor ator no Festival Sesc Melhores Filmes.

Em 2020, Juan Paiva participou do filme A Divisão, dirigido por Vicente Amorim. Ele interpretou o personagem Rafael, um policial que faz parte de uma equipe especializada em combater os sequestros no Rio de Janeiro nos anos 90. O filme foi um sucesso de crítica e público, e foi exibido na Netflix.

Em 2022, Juan Paiva foi anunciado como o protagonista do filme Nosso Sonho, dirigido por Roberto Santucci. Ele interpretará o personagem Buchecha, um dos maiores nomes do funk brasileiro, que fez dupla com Claudinho. O filme contará a trajetória dos dois cantores, desde a infância pobre até o sucesso nacional. O filme ainda está em fase de produção.

A vida pessoal e as curiosidades

Juan Paiva se tornou pai aos 16 anos, fruto de seu relacionamento com a então namorada Luana Souza. Sua filha, Analice, nasceu em agosto de 2014. O ator assumiu a paternidade com responsabilidade e orgulho, e diz que sua filha é sua maior motivação. Ele mantém uma boa relação com a mãe de sua filha, mas atualmente está solteiro.

Juan Paiva é um ativista social, que usa sua voz e sua fama para defender causas como a educação, a cultura, a igualdade racial e a inclusão social. Ele participa de projetos e campanhas que apoiam os jovens da periferia, as pessoas com deficiência, os artistas independentes e as vítimas de violência. Ele também é um exemplo de superação e inspiração para muitas pessoas, que se identificam com sua história de vida.

Corrigir / Atualizar ou Adicionar Informações