Gutto

Gutto

Nascido em 10 de novembro de 1972, em Luanda, Angola, Augusto Armada é mais conhecido pelo nome artístico Gutto. Oriundo de uma família nacionalista, foi obrigado a fugir do turbulento contexto político de Angola aos dois anos de idade. A família primeiramente encontrou refúgio na República Democrática do Congo, para posteriormente se estabelecer em Portugal, onde passaram 34 anos.

Influências e Formação

As raízes musicais de Gutto são profundas e podem ser traçadas até aos seus tios, Teta Lando e Teta Lágrimas. Embora tenha se formado em Direito em Lisboa, a música sempre foi sua principal paixão e vocação.

O Surgimento dos Black Company

Aos 18 anos, Gutto ingressou no grupo de rap Black Company como guitarrista e vocalista. Com eles, venceu o primeiro concurso de rap organizado pela Câmara Municipal de Oeiras. O grupo também lançou a canção “Nadar,” que ganhou notoriedade nas rádios portuguesas e fez parte da compilação “Rapública” em 1994.

Declínio e Reinvenção

O grupo Black Company atingiu o auge com o álbum “Geração Rasca,” mas começou a perder popularidade nos anos subsequentes. Eventualmente, o grupo se dissolveu, mas isso não marcou o fim da carreira de Gutto.

A Dupla No Stress e Carreira Solo

Em 1998, Gutto juntou-se a Boss AC para criar a produtora de hip-hop No Stress. A dupla também compôs o tema principal do programa televisivo Masterplan. Em 2002, Gutto fez sua estreia solo com o álbum “Private Show,” marcando o início de uma nova fase da sua carreira.

Consolidação e Novos Projetos

Gutto continuou a lançar música, incluindo os álbuns “Chokolate” em 2003 e “Corpo e Alma” em 2007. Este último incluiu o hit “Deixa Ferver,” que atingiu o quinto lugar no top da MTV em Portugal.

CONHEÇA TAMBÉM:  Button Rose

Retorno às Raízes Angolanas

Motivado pelas oportunidades e pelo ambiente familiar, Gutto regressou a Angola. Atualmente, prepara o lançamento do seu próximo álbum, “Incondicional,” com apresentação prevista na Praça da Independência, em Luanda.

Legado e Impacto

Gutto é hoje uma figura respeitada na música lusófona, com um legado que atravessa continentes. Com sua carreira solo consolidada, ele tem composições que alcançaram sucesso tanto na Europa quanto em África, especialmente em Angola.

Assim, Gutto permanece como um ícone da cultura musical contemporânea lusófona, sendo uma fonte de inspiração para as novas gerações de artistas.