Dully Sykes

Dully Sykes

Abdul Sykes, conhecido profissionalmente como Dully Sykes, nasceu em 4 de dezembro de 1980, na Tanzânia. Descendente de Abdulwahid Sykes, Dully Sykes viria a se tornar um dos artistas mais reconhecidos do estilo musical Bongo Flava, além de ser compositor, produtor musical e pioneiro do Swahili dancehall na região dos Grandes Lagos Africanos.

Contribuições e Estilo Musical

Com a alcunha de Mr. Misifa ou Mr. Chicks, Dully Sykes despontou no cenário musical com hits como “Julieta”, “Salome”, “Historia ya Kweli” e “Leah”. Ele é notável por compor músicas que refletem histórias verdadeiras. Após seu primeiro álbum, “Historia ya kweli”, lançado em 2003, seu estilo musical foi apelidado de “mwanasesele”, termo suahili que descreve um som agudo e alto. Seu single “Handsome” e o álbum homônimo solidificaram sua posição como um dos grandes nomes da música urbana jovem na Tanzânia.

Legado e Influência

Fundador da Dhahabu Records em Dar es Salaam, Sykes não apenas produziu suas próprias músicas, mas também escreveu canções e forneceu “hooks” para muitos artistas, incluindo Man X e P-Funk. Uma de suas faixas, “Handsome”, integra o CD “African Rebel Music Roots reggae and dancehall”, compilado pela gravadora internacional Out Here Records. Reconhecido por sua relevância e permanência na cena musical, Dully Sykes ajudou a lançar carreiras de outros grandes nomes da indústria, como Marioo, Shetta e o falecido Pancho Latino. Em 2022, fez sucesso com a música “Do Do”, com participação do cantor tanzaniano Kusah.

Controvérsias e Críticas

A canção “Nyambizi” tornou-se um ponto de controvérsia devido ao seu conteúdo lírico explícito e às imagens apresentadas em seus videoclipes. A música, que descreve uma experiência sexual com uma mulher voluptuosa, foi atacada por várias organizações e enfrentou boicote nas rádios, apesar da alta demanda do público.

CONHEÇA TAMBÉM:  Nandy

Discografia

Dully Sykes possui uma discografia substancial, incluindo álbuns como “Historia ya Kweli” (2003), “Handsome” (2004), “Hunifahamu” (2005) e várias compilações. Seu trabalho é uma contribuição significativa para o Bongo Flava e para a música africana como um todo.

Premiações e Reconhecimento

Ao longo de sua carreira, Dully Sykes recebeu vários prêmios e nomeações. Em 2011, ganhou o prêmio de Melhor Vídeo e Melhor Canção Ragga/Dancehall no Tanzania Music Awards pela música “Action”. No ano seguinte, foi agraciado com o prêmio de Melhor Canção Ragga/Dancehall por “Maneno Maneno” com Queen Darleen. Sua obra e seu talento também foram reconhecidos com diversas outras nomeações ao longo dos anos.

Conclusão

Dully Sykes é uma figura emblemática na música tanzaniana, representando não apenas o Bongo Flava, mas também a inovação no Swahili dancehall. Sua música, que continua a influenciar gerações, junto com seu legado na promoção de novos talentos, confirma seu lugar como um dos pais fundadores deste gênero musical.