DJ Black Coffee

DJ Black Coffee

Nkosinathi Innocent Maphumulo, mais conhecido pelo seu nome artístico Black Coffee, nasceu em 11 de março de 1976 em eThekwini, África do Sul. Ele cresceu em Umtata, perto da aldeia de Qunu, onde Nelson Mandela nasceu. Em 1990, um acidente de táxi o deixou com um braço inutilizado. Esse evento virou um ponto de inflexão na sua vida e carreira. Apesar dos desafios, ele se matriculou em Jazz Studies na Technikon Natal, atualmente conhecida como Durban University of Technology. Durante seus estudos, trabalhou como vocalista de apoio para Madala Kunene.

Carreira Musical

Primeiros Anos (1994-2004)

Black Coffee começou sua carreira musical em 1994. Seu primeiro grande sucesso foi a música “Happiness,” que apareceu no álbum ‘DJs at Work’. Em 2003, ele foi um dos participantes sul-africanos na Red Bull Music Academy, marcando sua entrada no cenário da música eletrônica sul-africana.

Ascensão ao Estrelato (2005-2006)

Em 2005, ele lançou seu álbum de estreia auto-intitulado “Black Coffee,” que trazia elementos de R&B e jazz. No mesmo ano, fundou sua própria gravadora, Soulistic Music. O álbum ganhou destaque rapidamente e estabeleceu Black Coffee como uma estrela em ascensão.

Reconhecimento Internacional (2007-2011)

Com o lançamento do seu segundo álbum “Have Another One” em 2007, Black Coffee consolidou sua presença no cenário da música sul-africana. Ele ganhou mais destaque internacional ao performar no Sonar Festival em Barcelona em 2007. Em 2009, lançou seu terceiro álbum, “Home Brewed”, que contou com colaborações de artistas renomados como Ringo Madlingozi e Hugh Masekela.

A Era “Africa Rising” (2012-2014)

O álbum “Africa Rising” foi lançado em 2011, ganhando platina dupla em um mês. Em 2012, o DVD e o álbum triplo do mesmo nome seguiram o mesmo sucesso.

CONHEÇA TAMBÉM:  Nasty C

Reconhecimento Mundial (2015-2019)

A turnê mundial de Black Coffee começou em 2015. Ele lançou seu quinto álbum “Pieces of Me,” que foi certificado como platina um mês após seu lançamento. Em 2016, ele apresentou-se no Coachella e no Ultra Music Festival. Em 2018, colaborou com David Guetta no single “Drive.”

Últimos Anos (2020-2021)

Seu álbum “Subconsciously,” lançado em 2021, ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Dance/Eletrônica no 64º Grammy Awards. Em outubro de 2021, produziu um remake do single “Too Late for Mama” de Mpho Sebina.

Vida Pessoal

Casou-se com a atriz e apresentadora Enhle Mbali Mlotshwa em 2011. O casal tem dois filhos, e ele tem mais dois de um relacionamento anterior. Em 2019, o casal se separou, dando início a um processo de divórcio tumultuado.

Prêmios e Realizações

Ao longo de sua carreira, ele acumulou vários prêmios, incluindo 8 SAMA, 4 DJ Awards, 2 Metro FM Awards e 1 Grammy.

Legado

A vida e carreira de Black Coffee são um testemunho do poder da resiliência e da inovação. Ele não é apenas uma estrela da música eletrônica, mas também um ícone cultural cujo trabalho ressoa em uma escala global.