Bruno Gissoni é um ator brasileiro que nasceu no Rio de Janeiro, em 9 de dezembro de 1986. Ele é filho da produtora Ana Paula Sang e do capoeirista Beto Simas, e irmão dos também atores Rodrigo Simas e Felipe Simas. Ele se formou em teatro no Tablado, uma famosa escola de teatro no Rio de Janeiro. Ele começou sua carreira na televisão em 2007, na novela Alta Estação, da RecordTV, e desde então se destacou por seus papéis em novelas como Malhação, Avenida Brasil, Flor do Caribe, Em Família e Babilônia. Ele também fez vários filmes, como Serra Pelada, BR 716 e O Grande Circo Místico. Ele é casado com a atriz Yanna Lavigne, com quem tem uma filha, Madalena.

O início na RecordTV e na Globo

Bruno Gissoni fez sua estreia na televisão em 2007, na novela Alta Estação, da RecordTV. Ele interpretou o personagem Kiko, um universitário de biologia e amigo de Eduardo, vivido por Ricardo Tozzi. A novela era uma comédia romântica que mostrava as aventuras de um grupo de jovens que morava em uma república. A novela foi bem recebida pela crítica e pelo público, e rendeu ao ator o prêmio de ator revelação no Prêmio Arte Qualidade Brasil.

Em 2010, Bruno Gissoni se transferiu para a TV Globo, onde fez sua estreia na novela Malhação, na temporada intitulada Sonhos. Ele interpretou o personagem Pedro, um jovem sonhador e apaixonado por música, que se envolvia com Catarina, vivida por Daniela Carvalho, uma moça rica e estudiosa. O casal enfrentava as diferenças sociais, familiares e pessoais, e vivia um amor cheio de obstáculos e surpresas. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e o casal “Pedrina” foi um dos mais queridos pelo público, tendo grande repercussão nas redes sociais.

A participação na Dança dos Famosos e o sucesso em Avenida Brasil

Em 2011, Bruno Gissoni participou da oitava edição do quadro Dança dos Famosos, do programa Domingão do Faustão. Ele dançou diversos ritmos, como forró, samba, tango, salsa, rock, lambada, entre outros, e se manteve na competição até a semifinal, sendo eliminado no dia 4 de dezembro, em uma disputa com Nelson Freitas e Miguel Roncato. Ele foi elogiado pelo seu carisma, sua técnica e sua evolução na dança.

CONHEÇA TAMBÉM:  Gloria Groove

No mesmo ano, Bruno Gissoni entrou para o elenco da novela Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro, na TV Globo. Ele interpretou o personagem Iran, um jogador de futebol mulherengo e divertido, que era filho de Monalisa, vivida por Heloísa Périssé, uma cabeleireira que tinha um salão no subúrbio. Ele contracenou com Débora Nascimento, que vivia Tessália, sua namorada, e com Cauã Reymond, que vivia Jorginho, seu melhor amigo. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu ao ator o prêmio de ator revelação no Prêmio Extra de TV.

As protagonistas e os personagens históricos

Em 2013, Bruno Gissoni protagonizou a novela Flor do Caribe, de Walther Negrão, na TV Globo. Ele interpretou o personagem Cassiano, um piloto da aeronáutica que se apaixonava por Ester, vivida por Grazi Massafera, uma guia turística que morava em uma cidade litorânea. O casal enfrentava as armações de Alberto, vivido por Igor Rickli, um empresário inescrupuloso que era amigo de infância deles e que também amava Ester. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e o casal “Cassister” foi um dos mais amados pelo público, tendo grande repercussão nas redes sociais.

Em 2014, Bruno Gissoni fez parte do elenco da novela Em Família, de Manoel Carlos, na TV Globo. Ele interpretou o personagem Guto, um jovem rico e mimado, que se envolvia com Luiza, vivida por Bruna Marquezine, uma moça independente e rebelde, que era filha de Helena, vivida por Julia Lemmertz, a protagonista da história. O casal vivia um romance cheio de conflitos e intrigas, e se envolvia em várias confusões. A novela foi um fracasso de audiência e crítica, e foi encurtada pela emissora.

Em 2016, Bruno Gissoni participou da novela Liberdade, Liberdade, de Mário Teixeira, na TV Globo. Ele interpretou o personagem Gironda, um soldado francês que se aliava a Raposo, vivido por Dalton Vigh, um dos líderes da Inconfidência Mineira. Ele contracenou com Sheron Menezzes, que vivia Bertoleza, uma escrava que se tornava sua amante. A novela foi um sucesso de audiência e crítica, e rendeu ao ator o prêmio de melhor ator coadjuvante no Prêmio Contigo! de TV.

Os trabalhos no cinema e no teatro

Além da televisão, Bruno Gissoni também se destacou no cinema e no teatro. Ele participou de vários filmes, como Serra Pelada (2013), de Heitor Dhalia, em que interpretou Carvalho, um dos garimpeiros que buscavam ouro na Amazônia; BR 716 (2016), de Domingos Oliveira, em que interpretou Felipe, um jovem escritor que vivia em um apartamento no Rio de Janeiro nos anos 60; e O Grande Circo Místico (2018), de Cacá Diegues, em que interpretou Fred, um trapezista brasileiro que fazia parte de um circo centenário.

Ele também fez várias peças de teatro, como Escola de Mulheres (2010), de Molière, em que interpretou Horácio, um jovem galanteador que se apaixonava por Agnès, vivida por Sophie Charlotte, uma moça ingênua e inocente; A Paixão de Cristo (2012), de José Pimentel, em que interpretou Jesus, o messias crucificado; e A Ver Estrelas (2014), de João Falcão, em que interpretou João, um rapaz aventureiro e idealista que se envolvia com Ana, vivida por Sophie Charlotte, uma moça sonhadora e apaixonada.

A vida pessoal e as curiosidades

Bruno Gissoni é casado com a atriz Yanna Lavigne desde 2017. Eles se conheceram nas gravações da novela Babilônia, e se apaixonaram. Eles têm uma filha, Madalena, que nasceu em 2017. Bruno também é pai de Maria, que nasceu em 2020, fruto de um relacionamento anterior com a modelo Carol Francischini.

Corrigir / Atualizar ou Adicionar Informações