Amaia Zubiria

Amaia Zubiria

Amaia Zubiria, nascida em 1947, é uma renomada cantora basca de Usurbil, na província de Gipuzkoa, no País Basco, Espanha. Sua jornada musical começou ao lado de Txomin Artola, com quem formou a banda Haizea. Juntos, percorreram o País Basco, apresentando adaptações de canções folclóricas locais. Essa experiência foi fundamental para o desenvolvimento de seu estilo musical e sua aproximação com as raízes culturais bascas.

Carreira Solo e Colaborações

Em 1993, Amaia deu início à sua carreira solo com o álbum “Amonaren Mengantza”, que foi apresentado no Festival de Durango, no México, em 1995. Ela colaborou com artistas como Pascal Gaigne, Luis Camio e José Angel Lorán, com quem trabalhou em projetos que refletiam sua pesquisa sobre o folclore basco, resultando em obras como “Sustrai Zahar” e “Kimu Berri”.

Contribuições em Filmes

Amaia também fez contribuições significativas para o cinema. Ela emprestou sua voz para a trilha sonora do filme “La fuga de Segovia” (1981) com a música “Maite zaitut Maite”. Seguiu-se o envolvimento em outros filmes, como “Zergatik Panpox” (1986), “Ander eta Yul” (1989), “Loraldia” (1991) e “Santa Cruz, el cura guerrillero” (1991). Além disso, sua voz foi destaque em filmes animados premiados, como “La isla del cangrejo” e “Yoyes”.

Colaborações Artísticas

Ao longo de sua carreira, Amaia colaborou com diversos artistas, incluindo Angel Illarmendi, Julia León, Josean Goikoetxea e Iñaki Salvador. Essas colaborações enriqueceram sua musicalidade e expandiram seu alcance artístico.

Álbuns e Reconhecimento

Em 2001, Zubiria teve a honra de ser membro do júri no Campeonato Basco de Cantores. Seu álbum “Haatik”, lançado em 2002, é uma compilação dos destaques de sua carreira, adicionando seis faixas inéditas. Este álbum reflete a evolução de sua jornada musical e a sua habilidade em integrar elementos tradicionais e contemporâneos.

CONHEÇA TAMBÉM:  Grupo Bravo

Legado e Atuação Atual

Reconhecida como uma das estrelas mais bem-sucedidas do País Basco, Amaia Zubiria continua a apresentar suas canções em concertos, mantendo-se como uma figura influente e respeitada na cena musical basca. Seu legado é marcado pela integração da tradição folclórica basca com estilos musicais contemporâneos, criando uma identidade musical única que continua a encantar o público.